segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Para uma Teologia da Amizade!!!!!!!!

Ao fazer um balanço dos artigos mais lidos neste blog, verifiquei que existiu por parte dos frequentadores, uma  preferência sobre as temáticas relacionadas com os "Amigos", " Amizade" e " Relacionamentos". Pois, foram estes os spots mais visitados.
Atendendo que estamos próximos do Natal, decidi então, dar mais um contributo sobre estas temáticas. Deste modo, como sugestão de  presente de Natal, aconselho este magnífico livro, na minha modéstia opinião que já o li. Foi escrito por  José Tolentino Mendonça, Nenhum Caminho será Longo.
Vou apenas transcrever algumas linhas do livro retiradas de um contexto muito mais vasto e ríquissimo.
" (...) «A amizade não é verdadeira senão quando Tu aglutinas entre aqueles que estão unidos a ti pela caridade difundida nos nossos corações pelo Espiríto Santo, que nos foi dado». Enquanto não chegamos a esta verdade, estamos ainda naquilo que o autor chama de «fábula»: «conversar, e rir, e sermos amavelmente condescendentes uns com os outros, e lermos juntos livros bem escritos, chalacearmos juntos, e juntos falarmos de coisas sérias, discordarmos às vezes sem rancor...ensinarmos algumas coisas uns aos outros, aprendermos uns com os outros, com melancolia termos saudade dos ausentes». Porém, a amizade tem de ser mais do que uma arte de salão e um suave exercício de boas maneiras.(...)".
Vale a pena ler!

domingo, 1 de julho de 2012

Uma Festa sob o signo da Amizade!!!!!!!!!!


 No passado dia vinte e seis de Junho de 2012, festejou-se liturgicamente a festa S. Josemaria, realizou-se na Igreja de Nossa Senhora de Fátima em Lisboa,  pelas 19h. Esta cerimónia foi presida pelo Monsenhor José Rafael Espírito Santo proferindo a homilia na Missa em honra de S. Josemaria. A principal mensagem foi propor um apostolado da amizade.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Monarquia Espanhola de Visita a Portugal!!!!


Visita ao Mosteiro dos Jerónimos dos Principes das Astúrias, recebidos e  acompanhados pelo, Cónego José Manuel dos Santos Ferreira, onde depositaram flores no túmulo de Luis Vaz de Camões.

domingo, 15 de abril de 2012

Um Farol de Esperança!!!!!!



                           No Teu Poema- Mafalda Arnauth
Nos dias conturbados que vivemos em Portugal e em todo o Mundo. Dias  ao som do compasso da austeridade, dos despedimentos, da falta de crescimento económico, da perda do poder de compra, etc. . Deixo esta música , cantada por Mafalda uma nova fadista Portuguesa, como um acender de um farol de esperança. Vamos acreditar que existe sempre um futuro melhor !
O original desta música é de Carlos do Carmo e música de José Luís Tinoco.

sábado, 7 de abril de 2012

Feliz Páscoa!!!!!!!!!!!!



                      Aretha Franklin - " Oh Happy Day "
 Pois é! Poderia ter escolhido "Aleluia" de Haendel , mas para   comemorar um acontecimento feliz,   só mesmo com algo muito Feliz.
Páscoa é dizer"SIM" ao amor e à vida.  É investir na fraternidade é lutar por um mundo melhor. É vivenciar a solidariedade. É viver em constante libertação.
É o celebrar a Vida!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Requiem!!!!!!



           Requiem de Wolfgang Amadeus Mozart
Um convite à introspeção !

sábado, 31 de março de 2012

Hora do Planeta 2012!!!!!!!



É hoje!
O quê? Hora do Planeta 2012.
Quando? Sábado, 31 de Março - 20h 30m.
Onde? Em todo o mundo.
Porquê? Para celebrares o teu comprimisso com o planeta com as pessoas de todo o mundo.
Como? Desligando as luzes durante 60 minutos.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Transição Planetária


Leibniz,  foi o primeiro dos grandes filósofos alemães do século XVII, a produzir um sistema filosófico abragente. Foi também o primeiro filósofo a abordar o conceito de "mónada".
Para Leibniz, cada "mónada"( ou substância) tem algo do infinito, na medida em que implica a sua causa: Deus. Isto é, tem algum vestígio de omnisciência e omnipotência, pois na perfeita noção de cada substância individual estão contidos todos os seus predicados, tanto necessários como contigentes, bem como o seu passado, presente e futuro. Cada mónada exprime todo o universo de acordo com a sua situação e aspeto, na medida em que as coisas se relacionam com ele. Assím, é necessário que algumas das nossas percepções, por muito claras que sejam, continuem confusas, visto que implicam coisas que são infinitas.
A presença do divino em todos nós seres humanos e que nos estabelece ligação com algo de natureza espiritual com todo o Universo. À luz da física quântica,   com todos os Universos possíveis e que vão desaparecer.O principio de todas as coisas e que nos une a todos a uma única fonte. A fonte do divino! 
                                   - Collected Writings, Volume II, 311
 Fará sentido em tempo de Quaresma falar em mónadas e recordar Leibniz?

sábado, 24 de março de 2012

Primavera!!

 " Eu aprendi que se um relacionamento é honesto, ele pode passar por cima de tudo, apesar dos desafios que a gente tem que enfrentar e de tudo o que acontece ao nosso redor."
                                                                           Robert Pattinson
 Continuamos em tempo de reflexão, a Primavera já chegou alguns dias atrás, porque não meditar-mos neste pensamento.
O que pensa desta  frase?

domingo, 18 de março de 2012

Relacionamentos!


Recentemente foi publicado um livro, cujo o título é Ágape, cujo autor é um Padre Brasileiro, Marcelo Rossi.
A minha opinião, sobre este livro, não é meu objectivo referi-la. Deixo,pois, aos interessados e curiosos, a possibilidade de o lerem, se entenderem e desta forma formular a sua própria opinião.
Contudo, dado que o título do livro designa-se por Ágape, vou de uma forma muito sucinta resumir o significado desta palavra.
Ágape, palavra de origem grega,  ao longo da nossa História foi utlizada em poucos manuscritos, tomou vários significados, desde da Grécia antiga até ao Cristianismo.  Foi usada de maneira diferente para uma variadade de fontes contemporâneas e antigas, incluindo autores da Bíblia. Muitos pensaram que representava o amor divino, incondicional, com auto- sacríficio ativo, pela vontade e pelo pensamento. Os filósofos gregos no tempo de Platão e outros autores antigos usaram o termo para definir o amor ao esposo ou a uma família, ou afeição particular. Também foi explanada por muitos autores cristãos, designadamente, Thomas Jay Oord que a definiu, passo a citar, " uma resposta intencional para promover o bem estar em resposta a quem gerou mal estar". 
Como referi anteriormente, não é meu propósito falar sobre o conteúdo do livro. No entanto, ao ler o seu prefácio, escrito por Gabriel Chalita, escritor e doutor em Filosofia do Direito e em Comunicação e Semiótica, considero bastante oportuno nos tempos que decorrem e na sociedade em que vivemos o que este doutor de Filosofia escreveu, passo a citar um pequeno trecho que gostaria de partilhar.
" Estamos acostumados a viver em um mundo em que as pessoas agem na expectativa de reciprocidade. A ação traz reação. Infelizmente, não se encontra sabor nas relações desinteressadas. A suposta amizade vive de espectativas.
O que o outro pode me proporcionar?
Que ganho haverei de ter ao ir a tal envento?
Quem é fulano?
O que faz ele?
É filho de quem?
Tempos em que os adornos valem mais do que essencial. Tristes tempos. As amizades interesseiras têm prazo de validade. As relações são inconsistentes. É comum, em um círculo de amigos, cada qual falar de si mesmo como um hobby. Uma geração narcisista. O pronome mais utilizado é a primeira pessoa « eu». Tristes tempos, repito.
Tempos de escassez de atitudes de misericórdia - descartar uma pessoa é mais fácil do que se desfazer de um objecto de estimação. Falta de estima pelo ser humano. "
Na verdade, na sociedade em que todos nós vivemos, é por mais evidente este tipo de atitudes. Fazem-se amizades tendo em conta um conjunto de critérios. Também é igualmente verdade que se trocam de amigos e a importância que dávamos muda com a maior das facilidades, isto é, as prioridades de cada um baseam-se num conjunto de questões anteriormente mencionadas, às quais poderiamos juntar mais. Depois, como não pensamos nos outros porque apenas estamos centrados no nosso "EU", a primeira desculpa para descartar alguém é a falta de tempo, tenho muito trabalho segue-se não tenho que dar satisfações da minha vida,  etc. Como se pode tratar algo de natureza espiritual, amizade entre duas pessoas desta forma?
De fato, manter um relacionamento hoje, é  uma tarefa titânica nesta cultura narcisista.
Mas afinal, onde fica à Ágape?

quarta-feira, 14 de março de 2012

Você sabe com quem está falando?



   Palestra de um professor de Filosofia - Mário Sérgio Cortella
Advertido para os erros a nível ortográficos da legenda. Não obstante, vale a pena assistir a esta palestra.
Aproveitando este tempo da Quaresma valerá a pena  refletir um pouco sobre a seguintes questões:
Qual a importância  que eu tenho no Mundo? Quem eu sou?
Grande lição de sabedoria fazendo lembrar o quanto somos pequenos e que não devemos manipular nem influenciar as conciências e opinões de ninguém. Nem pensar que somos importantes ao ponto de interferir na vida e amizades de terceiros. Não somos os donos de verdade alguma!
Já tinha pensado assim?

quinta-feira, 8 de março de 2012

Mulheres Clandestinas!..........

Pintura de Paula Rego


Sempre houve e haverá mulheres corajosas e com espirito de aventura. Reza a história, quando as naus partiam para a Índia e a população ocorria a despedir-se, muitas mulheres terão chorado por não poderem ir também enfrentrar desafios, conhecer novos mundos, dar rumo ao seu destino sem ter que prestar contas a ninguém.
Mas a sociedade não estava preparada para esses voos femininos, nem a lei o permitia. Sabe-se, no entanto, que algumas mulheres mais ousadas, cortavam o cabelo, vestiam-se de homem e embarcavam mesmo, enganando as autoridades.
Uma vez, integradas na tripulação, tiveram que desempenhar tarefas duras, engrossar a voz ou falar pouco, fingir que se barbeavam ou então acompanhar sobretudo os grumetes, rapazes muito novos e ainda inberbes.
Quando descobertas a sua sorte dependia do Capitão. Podiam ser castigadas, ficando prisioneiras em compartimentos fechados ou toleradas com benevolência. Se navegavam perto das Ilhas da Madeira e Açores geralmente deixavam-nas lá.
Vasco da Gama, por exemplo, era extremamente severo quanto à presença das mulheres a bordo e chegou a decretar que as passageiras clandestinas, encontradas nas naus da carreira da Índia, recebessem açoites em público logo que chegassem a Goa.
Hoje, numa sociedade pós-moderna,  bem distante das naus e caravelas de Vasco da Gama, será que as mulheres já adquiriram um estatuto igual ao do homem?
Vejamos, hoje existem sociedades, desigandamente as do mundo Islâmico, na qual as mulheres continuam a ter um tratamento inqualificável, a começar pela forma como se vestem, exemplo disso, as burkas e o seu rosto tapado, não podem tirar a carta de condução, não podem ter direito a opinião entre outras coisas. O seu destino está reservado apenas e únicamente à maternidade. E no Ocidente? No Ocidente, trabalham, mas para as mesmas qualificações que os homens e para o mesmo trabalho recebem salários abaixo. Os lugares de chefia, são maioritariamente atribuidos aos homens.
Face ao acima exposto, celebramos o Dia Internacional da Mulher, por que razão?

domingo, 4 de março de 2012

Tempo de Meditação!!!!!!!!!!!!!!!!



                 Música: " The Mission" - Ennio Morricone
Quaresma. E agora? O que fazer? Magoar o outro para quê?
 Tempo para Refletir! Tempo para Perdoar! Tempo para Partilhar! Tempo para Amar! Tempo de Renovação!
Assím, como esta água lava e purifica todos os solcalcos do rio. Assím, poderiamos nós, aproveitar este tempo para purificar as nossas vidas e as nossas intenções por maiores que sejam os solcalcos do nosso rio interior.
  É tempo de Redenção!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Músicas eternas!


                           Julie Andrewes - Edelweiss

Existem músicas e letras que são eternas e por isso é sempre bom recordá-las.
É, pois, na simplicidade desta letra e da sonoridade  que reside o encanto desta música.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Homenagem a Zeca Afonso


                         Do Choupal até à Lapa - Zeca Afonso
Recordar, Zeca a Afonso, é também homenagear o Fado de Coimbra e as suas baladas.
Como sempre as suas canções são eternas e atuais. A sua forma de cantar , a sua voz natural, fizeram  de Zeca Afonso, uma referância no mundo da música Portuguesa.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Carnaval chegou!!!!!!!!!!!!!!!!!



 TOM JOBIM - Samba de uma Nota Só

 O Carnaval, chegou. Com ele, as fantasias, a alegria para os foliões e não só. 
Por essa razão, vou fazer uma interrupção no Ciclo Amadeus Mozart, para desfrutarmos o momento carnavalesco.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Ciclo de Amadeus Mozart.



Mozart - Symphony Nº 31, Paris.
Aprecie mais uma peça musical de um dos  maiores compositores de música clássica.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Sentimentos Adiados!


O ser humano, por vezes tem comportamentos que não se compreende. Na correria do seu dia a dia não consegue perceber o que é importante para si. O trabalho é posto como uma prioridade na sua vida, pois assegura a sua subsistência e a da sua família. Permite-lhe elevar os seus padrões de vida, nalguns casos dá-lhe prestígio e reconhecimento, bens materiais caros e luxuosos, etc. Depois vem o cultivar certas amizades, pois alguém, que se quer afirmar no contexto social, tem que frequentar certos lugares, falar com gente influente, pois considera que lhes vão dar prestígio.
 Na verdade, nesta lufa lufa diária, raramente para para refletir o que é de fato importante para ele.
Como é possível passarmos todo o tempo e dispender toda a nossa energia com coisas fúteis?
O que conta são os nossos verdadeiros sentimentos, aquilo que por vezes nos faz feliz e que muitas vezes passa por fazermos outros felizes também e que vão ficando adiados. Sim, vão ficando adiados, conscientemente ou inconscientemente, por incapacidade de verbalizar o que sente ou até por medo.
Por vezes, quando tomamos consciência dos nossos verdadeiros sentimentos, nalguns casos já é tarde demais.
Que rídiculos que nós somos! Como podemos tratarmo-nos desta meneira? Ou seja, deixando para depois aquilo que é importante e nos faz realmente feliz.  O tempo vai passando e com ele nós e os outros também.
Mostrar, a alguém que é especial e importante para nós não deveria ser a nossa prioridade de vida?
Como a vida por vezes prega-nos partidas que transcendem o nosso controlo. Há quem defenda que é o encanto de estarmos vivos. Respeito a opinião e não refuto. De facto, a vida, é uma caixinha cheia de surpresas. Também a caixa de pandora assim o era.
Contudo, uma coisa é certa, não queremos um dia acordar e perceber que perdemos a oportunidade de sermos e fazermos felizes aqueles que são importantes e especiais para nós.
Por essa razão, urge a necessidade, de não perdemos tempo e energia com coisas fúteis, mas sim valorizar aquilo que de fato conta para nós.
Por favor não queira ser rídiculo para consigo, mas dê atenção ao que é importante para si. Nem que seja dizer que gosta muito da sua mulher, marido, filhos, amigos ou alguém muito especial para si.
Previligie o Amor!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Charles Dickens 200 anos




Hoje, dia 7 de Fevereiro, comemora-se o bicentenário do escritor Charles Dickens.

domingo, 22 de janeiro de 2012

2012 ANO DO DRAGÃO



 À luz do zodíaco oriental, 2012 é o ano do dragão de elemento água. Tem inicio no dia 23 de Janeiro de 2012 e o seu término será no dia 9 de Fevereiro de 2013.
O dragão é considerado superior aos demais animais do horóscopo oriental: altivo, impetuoso, guerreiro, impulsivo, magnânimo, dogmático e vaidoso.
Este é o ano do elemento água cujas características são: comunicação, intuição, simpatia, sensitividade, interatividade, persuasão e flexibilidade.  Também favorece as mudanças, o movimento, as viagens e a liderança.
A busca pelo autoconhecimento, a família, os estudos e o romantismo serão valorizados.
Acredite-se ou não?
Na verdade, algumas destas características davam imenso jeito no momento que atravessamos mundialmente e até ao nível micro, em Portugal.
Afinal, com os Troika em Portugal, o que  necessitamos são de uma boa comunicação e entendimento, uma boa dose de  intuição para acertarmos de vez no destino deste país, boa simpatia e interativiadade para podermos negociar com os nossos parceiros europeus e não só. Também uma boa dose de persuasão para lidar com os desafios que se nos deparam. Quanto à sensitividade, também igualmente necessária, pois não esquecemos os conflitos sociais que poderão decorrer como consequência das mudanças socio económicas que já se iniciaram e das que ainda poderão surgir.
Esperemos que os nossos governantes tenham tudo isto em conta e nós cada um individualmente também.
Faço votos que 2012 regido pelo Dragão elemento água nos traga esperança, paz, saúde, felicidade e claro melhores condições de vida.
Será que poderemos acreditar nestes meus votos? Qualquer das formas, eles cá ficam, como uma pequena semente lançada à terra á espera que germine e que para isso haja condições favoráveis à sua germinação.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Musicalidade e Sentimento..........



                                      
                         Oblivion de Astor Piazzola
 Dedico esta música a alguém muito especial, a minha estrela guia, que me tem acompanhado ao longo dos anos.
Bem  haja por existires!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Escutar versus ouvir.



 O segredo de uma boa comunicação interpessoal está mais em ouvir do que em falar. Tudo começa pelo ouvir.
Sabe porque é que temos duas orelhas e uma só boca? Para ouvirmos mais do que falamos! Isto vem da sabedoria popular.
Quem não ouve, ou não quer ouvir, acaba por ficar a falar sózinho.
Desta forma, é preciso aprendar a ouvir o que acontece, o que a outra pessoa diz e o que se passa dentro de nós. E é muito fequente ouvirmo-nos mais a nós mesmos do que à pessoa com quem conversamos.
Na verdade, há o "ouvir" e o "escutar".
O escutar é a capacidade de captar o que o outro está a sentir, tentando vestir a pele da outra pessoa e tentando perceber o que é importante para ela.
Contudo, há gente que, ao ouvir uma pessoa, se interessa mais pela história que ela conta do que pela pessoa em si mesma.  Ora, querer saber apenas histórias, isto é, fofoquices, não ligando à repercussão que têm na pessoa que as está a contar, não nos leva a lado nehum. Equivale a tratar os outros como se fossem rádios. Se têm uma música que me interessa, ouço, senão, desligo.
Sendo assim, se só ouvirmos as suas histórias, não estamos a ouvir as próprias pessoas.
Uma coisa é colocar o acento na história que está a ser contada, e isto é ouvir com curiosidade. Bem diferente é o escutar da pessoa que procura também compreender o eco que os acontecimentos têm no outro, aquele que conta a história.
Procuremos então nas nossas vidas escutar mais o outro em vez de o ouvir.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Modos de Vida!

                                                                     Fases da Lua

Hexistem pessoas que pautam o seu modo de vida de acordo com as fases da lua. Programando até ao infimo permonor, qual é a lua que entra, será lua nova, lua crescente, decrescente ou lua cheia. Até os relacionamentos não escapam a este trânsito astral.
Desta forma, existem os amigos na fase da lua crescente, os amigos para a lua cheia, a lua nova para iniciar um ciclo novo e finalmente os amigos para a lua decrescente.
Na verdade, na sabedoria popular as sementeiras e as colheitas também estavam intimamente ligadas a este movimento.


Não obstante, é estranho pensar, que alguém programa os seus relacionamentos e as suas amizades de acordo com os ciclos lunares.
O que pensar?
Serão amigos de verdade, este tipo de gente? Imagine-se a seguinte situação caricata. Uma pessoa precisa de falar urgentemente com o amigo. No entanto este vai consultar o calendário lunar e não o recebe porque o suposto amigo não pertence ao grupo de amigos da lua cheia. Enfim, a urgência terá que esperar pelo seu ciclo. Caricata a situação mas dificil de entender. Será que estará marado? Bom, há que respeitar a sua crendice. Uma coisa é certa, não é um amigo confiável de todo.
Será que tal astro merece que o utilizem desta forma e em seu nome, isto é, a Deusa Mãe? Aprovará tal atitude?
Será caso para dizer, existe gente para tudo. Hoje entramos na fase da lua cheia, melhor dizendo, estamos na fase dos amigos da lua cheia. Diz, também a sabedoria popular que a Lua é mentirosa.



domingo, 8 de janeiro de 2012

Aos amigos!


Os nossos Amigos, aqueles que escolhemos na imensidão do nosso tecido relacional, são apenas pessoas que nos deixam ser nós mesmos, que apoiam sem julgar. Confiam em nós, precisam de nós, assim como, nós precisamos e confiamos neles.
A amizade é um mistério de amor, numa beleza de comunhão.
A aproximação, a confiança, a intimidade, a disponibilidade, a comunicação sincera, a escuta atenta, a humildade, o sentido das limitações, a coragem da verdade, a essência, o respeito, a coerência, a integridade, a fidelidade, proporcionam a autencidade relacional geradora de complementariedade, dado que, através do encontro, tocamos o nosso núcleo central, o nosso eu profundo, o mistério do nosso coração, ao mesmo tempo que tocamos o do amigo.
Cada encontro proporciona um melhor e mais íntimo reconhecimento, abrindo portas atrás de portas, janelas atrás de janelas.
Assim termino, um amigo é alguém a quem podemos dizer qualquer disparate que nos venha à cabeça e nunca pode ser imposto por ninguém. 

sábado, 7 de janeiro de 2012

Depois dos Reis..............


Diz a tradição que as festas natalícias acabam com o dia de Reis. O dia de Reis, comemorou-se ontem dia seis de Janeiro.
Relembrando a música dos Deolinda, sobre " Quando chega o Natal".
Agora é chegado o tempo de reflectir, de aguardar e verificar quem de fato permanece convitamente e de coração nas nossas vidas. Ou seja quem está presente sempre!
Precisamos dos amigos não só na quadra natalícia, mas muito mais do que isso.
Festejar, comemorar, comer e beber bastante nas festas de final de ano não é o que engorga, o que realmente engorda não é o que comemos entre o Natal e o Ano Novo, e sim, aquilo que comemos entre o Ano Novo e o Natal.
Resta-nos apenas a esperança de  engordar-mos bastante entre o Ano Novo e o Natal.