domingo, 16 de abril de 2017

Silêncio da Páscoa!!!!!!!



Desejos de uma Feliz Páscoa!
Num tom musical nesta época festiva, cumprimentando todos os que se seguem o Maré Alta,  desejando umas boas festas pascais.
Assim se exerce a amizade......

sábado, 8 de abril de 2017

Silêncio da ausência!!!!!



Assim se exerce a amizade, com uma pausa musical,  sem hesitações e aguardando  por um momento feliz. 
Por vezes é necessário mostrar, que não existe apenas um monólogo, quando se trata de uma amizade entre pessoas.
O abraço é a menor distância entre amigos.
O " Direito de ser amigo" exerce-se no " Dever de ser amigo". Não existem equivalências funcionais!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Silêncio e convite!!!!!!!!!

                                                                Almada Negreiros
                                                                       Salomão
Qual a justa medida da amizade?
A amizade não se explica ela acontece : Eu sou porque tu és.
A amizade vive sempre do infinitamente mais. Não sobrevivendo ao infinitamente menos.
Vive de particularidades, sendo através dessas particularidades, que se reconhece a presença do absoluto, de Deus, no outro.
A amizade acontece, através de um sinal, de uma visita, dum mail,  de um alô, da presença,  de um convite para um chá, etc...
A reciprocidade é fundamental. Por vezes, não insistimos com a nossa presença, porque temos receio de incomodar, de ser inoportunos ou aborrecidos.
Após algumas tentativas, aguardamos que o outro  mostre a sua amizade, sob a pena se sermos ridículos.....
Assim se exerce a amizade, com saudade .....aguardando
O que é verdadeiro não se esquece .

sábado, 1 de abril de 2017

Silêncio do tempo!!!!

                                                               Almada Negreiros

Vivemos sempre a correr, a não ter tempo para as coisas mais simples, fazer um bom amigo.
As amizades dos dias de hoje  acompanham esta demanda e como tal são voláteis. Não temos tempo para coisas vulgares, apenas se perde tempo com quem se considera estar à  altura, com gente promissora. 
Ser boa pessoa é sinónimo de pacóvio, ingénuo e desinteressante. Um bom amigo, tem que reunir vários critérios.  Todos estes critérios de natureza material. Tais como, posição social, tipo de emprego, currículo,  domínio de línguas, estilo de vida, pessoa viajada, tem  carro,  de boa aparência e nalguns casos jovem ainda, etc...
 Pessoa que não reúna todos estes critérios é posta à margem. Não interessa e não se ajusta. Tal que é considerada ileterada. Há pois uma literacia da amizade.
 Atrever-me-ia a dizer que também foram definidos  X objectivos, para uma amizade sustentável até ao ano 2030.   
É pois uma sociedade de amizades interesseiras que só duram enquanto o interesse durar. A ideia de uma amizade que se funde no utilitarismo.
Depois procuramos sempre no outro certos traços,  isto é, certas virtudes, mesmo que nós não as possuamos. Mas o outro tem que as  ter. 
A situação é tão grave nalguns casos e ridícula, diria mesmo patológica,  que quando somos confrontados com alguém que nos oferece um presente de uma forma desinteressada, apenas querendo manifestar a sua estima e amizade sincera.  A reacção é de desconfiança e o pensamento é visitado pelas questões: " O que será que este quer?" e em seguida " O melhor é não dar confiança e manter distância."
Claro que o sentimento não existe, apenas funciona a razão. Lamentavelmente é assim que algumas pessoas funcionam.
Não temos tempo para conhecer alguém no seu interior e descobrir as suas virtudes.
Afinal, reconhecer que a  Universalidade da pessoa humana, consiste em reconhecer a particularidade de cada um, dá trabalho é preciso tempo  é tarefa para audazes, corajosos e livres de espírito.

" O nosso maior erro consiste em tentarmos colher de cada pessoa em particular as virtudes que elas não têm, e de nos esquecermos de cultivar as que de fato são suas"
                                                                                      Marguerite Yourcenar

Silêncio de uma pausa!!!!!



A sensibilidade é a definição da vida...
A amizade se exerce durante uma pausa musical....

domingo, 26 de março de 2017

Silêncio e Convicção!!!!!!

                                                               Almada Negreiros
                                                               Tapeçarias Portalegre

À expressão atribuída a Maquivel : "Os fins justificam os meios" ou " o fim justifica os meios".
Tese defendida pela doutrina do Bem superior, enunciada por alguns autores e conhecida por  utilitarismo. 
Significa que não importa qual foi o caminho tomado, desde que seja bom. Ou seja, que qualquer um para alcançar  os seus objectivos, seja de que natureza for, pode estar acima da ética e utilizar meios não éticos. 
Pensar que os meios justificam os fins não traz felicidade mesmo que consigamos alcançar o objectivo ou aquilo que se almeja sem os princípios devidos.
Quanto ao silogismo " os fins justificam os meios" é completamente contrária à doutrina cristã, que diz: " Não se pode justificar uma acção má com uma boa intenção. Logo, o fim não justifica os meios.
Procure-se actuar com convicção e responsabilidade à luz de princípios éticos.
Cumprimenta-se os amigos, exercendo assim a amizade, desejando que estejam bem.
O que é verdadeiro não passa.

sábado, 25 de março de 2017

Silêncio de um pincel.....

                                                                   The Bathers
                                                              Almada Negreiros

Uma maneira de ser moderno. Multidisciplinar e autodidacta representa a primeira geração modernista portuguesa.
 Defende que:a Universalidade humana reside no reconhecer a particularidade de cada um de nós.


"Isto não é um país, é um sítio. E ainda por cima mal."
O olhar é o espelho da alma.


Sempre presente nas suas obras a noção de proporção, de geometria.
" Eu sou o resultado consciente da minha própria experiência."
" As pessoas que mais admiro são aquelas que nunca acabam.
Assim se exerce a amizade, cumprimentando os amigos.